quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Nova versão do núcleo do Assistente Pessoal e sua interface web para configuração

Foi terminado hoje o desenvolvimento da segunda versão do módulo central do assistente pessoal, o GAP. Nesta nova versão, a parte de configuração e gerência dos comportamentos foi aperfeiçoada para suportar uma estrutura na forma de algoritmos, conduzindo à uma organizar dos sub-processos dos comportamentos de uma maneira mais eficiente e complexa. A interface web para configuração e gerenciamento, concomitantemente, teve que ser modificada também.

Com essas novas necessidades de modificações, o término do desenvolvimento, que estava planejado para o último domingo, precisou ser reajustado para o próximo. Ainda resta a configuração do comportamento de gerência de estoques e compra automatizada, a ser desenvolvido no GAP. Também, ainda não foi criado o comportamento de compra em BPEL. Ainda há certa dificuldade para a utilização dos recursos para a criação de documentos BPEL, que não é tão trivial quanto deveria ser.

Ainda, hoje foi corrigido um bug no ISAP. O serviço de acesso ao gtalk já se conectava ao servidor quando o daemon era iniciado. Isso já fazia o assistente pessoal aparecer online no gtalk, mesmo o assistente pessoal não estando ligado. Depois de um tempo, o assistente se desconectava.

No GAP-WEB Quando era criada uma nova atividade, todas as subsequentes, inclusive dos outros comportamentos, eram empurradas para frente, incrementando a posição. Isso interferia nos outros comportamentos. Esse problema foi corrigido na adição do código do comportamente na hora de inserir uma nova atividade, na parte da seleção do tipo.

Também foi alterado o modo de recebimento das respostas do GAP para o ISAP. Se a mensagem do usuário foi enviada via algum meio público, mesmo que ele esteja online no Gtalk (para mensagens particular), ele agora passará a receber a resposta no meio público (no caso, timeline do twitter).

Por fim, na hora de editar um comportamento, o sistema parar automaticamente apenas o comportamento  específico, e não o assistente inteiro.